Avançar para o conteúdo

Quinta Sinfonia

Diários de estilo sustentável: Março/21

Depois do verão do ano passado comecei a escrever uma série de posts para o blog com a ideia de que o ia começar depois do verão. Depois as coisas foram-se atrasando e eu continuei a escrever para não correr o risco de chegado o momento não ter nada preparado e ter que correr.

Quando escrevi o post sobre moda sustentável veio-me à ideia dar exemplos de combinações de peças usando como exemplo o meu roupeiro que está composto basicamente por roupa antiga (ou vintage, que é mais chic!) ou de segunda mão. E então vestida “de sair” e com a máquina fotográfica e o tripé às costas, meti-me pelo meio do campo decidida a fazer uma sessão de fotos. A verdade é que me diverti bastante! Pensem que eu passo os meus dias com “roupa de horta” ou seja suja e ver-me assim “arranjadinha” deu-me bastante satisfação.

E agora a história deste simples conjunto. Comecemos pela blusa. Estive a investigar nas gavetas da minha memória e cheguei à conclusão que a minha mãe me comprou esta blusa devia ter eu uns 12 ou 13 anos o que faz dela uma blusa com mais de 30 anos!! Esteve muitos anos em casa dos meus pais e quando nos mudamos para a quinta a minha mãe mandou-me uma série de roupas minhas antigas que eu acabei por meter num canto. No outono passado dei uma volta a esses sacos e encontro-me com este tesouro que voltou de novo ao meu roupeiro!

As calças de ganga são de 2ª mão (de uma amiga). O chapéu comprei no 1º ano que vivi em Barcelona e, portanto, será de 2001 ou 2002. Sou uma apaixonada de chapéus, gorros e boinas e curiosamente nos últimos anos deixei de os usar até ao ano passado que retomei o bom hábito. O casaco de camurça é comprado, de 2ª mão. A peça mais nova são as botas que têm uns 3 anos e foram compradas novas.

Espero que este post vos tenha inspirado a procurarem no baú essas peças atemporais e únicas e que vos tenha animado a buscar um estilo e uma forma de vestir mais sustentável já seja com peças antigas, de segunda mão ou de produção mais respeitosa com o ambiente e mais justa com os trabalhadores. E que para além disso também vos faça sentir felizes e únicas!

Depois desta sessão, animei-me e voltei a fazer alguma mais portanto para mais outfits sustentáveis, marcamos encontro no 3ª domingo do mês que vem.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *